Sócio-fundador da AfroSaúde é eleito uma das 100 pessoas de descendência africana mais influentes do mundo

O sócio-fundador da AfroSaúde, o dentista Arthur Lima, foi um dos escolhidos entre as 100 Pessoas Mais Influentes de Descendência Africana (Mipad). O título foi concedido na categoria Saúde e Heróis da Covid-19, pelo trabalho desenvolvido na startup e, também, por conta da solução tecnológica de serviços de saúde voltados para a comunidade negra, o TeleCorona, que atendeu gratuitamente mais de 400 famílias das comunidades brasileiras com orientações sobre o novo Coronavírus.

O Mipad é uma iniciativa que identifica grandes atores de ascendência africana que têm dado contribuições positivas em todo o mundo com o objetivo de fazer com que se unam no espírito de reconhecimento, justiça e desenvolvimento da África, tanto para o povo presente no continente quanto para aqueles em diáspora.

Tem pouco mais de um ano que decidi criar o AfroSaúde, então para mim é muito bacana [o reconhecimento], nunca imaginei que seria indicado. Eu estava trabalhando e recebi um e-mail. Fiquei muito feliz porque vi que o esforço que a gente tem feito, que é de um propósito maior, às vezes chegamos a pensar que não está causando impacto, mas na verdade está, só não sabemos mensurar”, disse Arthur.

O reconhecimento está inseridos na agenda da Década Internacional das Nações Unidas para Afrodescendentes, que iniciou em 2015 e seguirá apresentando estas lideranças até 2024.

 

Sócio-fundador da AfroSaúde é eleito uma das 100 pessoas de descendência africana mais influentes do mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *